Disfunção erétil – Como diagnosticar e qual o tratamento

Disfunção erétil – Como diagnosticar e qual o tratamento

A disfunção erétil é definida como a incapacidade consistente de obter e manter uma ereção do pênis suficiente para permitir relações sexuais satisfatórias. Mas isso pode acontecer eventualmente com um homem e isso não quer dizer que ele sofra desse problema. Como saber então? É o que vamos descobrir nesse artigo.

Disfunção erétil - Como diagnosticar e qual o tratamento #1 - Causas

Do ponto de vista do paciente, o constrangimento é a barreira mais comum; no entanto, a falta de interesse sexual ou a aceitação da condição é outro obstáculo potencial para a busca de tratamento. É importante que os médicos não sejam apenas receptivos aos pacientes que se apresentam com DE, mas especificamente perguntem se eles têm preocupações sobre sua função sexual.

Do ponto de vista epidemiológico, a DE pode estar relacionada a várias doenças principais, incluindo hipertensão, doenças cardiovasculares, dislipidemia, diabetes e depressão. Embora a disfunção erétil não seja comumente considerada como um sintoma de apresentação dessas condições de saúde.

Disfunção erétil - Como diagnosticar e qual o tratamento #2 - Histórico sexual

O primeiro passo no diagnóstico da disfunção erétil é confirmá-lo, pois os pacientes frequentemente confundem DE com outras disfunções sexuais, incluindo ejaculação precoce e incapacidade de atingir o orgasmo.

Com a aprovação do homem, a parceira também pode estar envolvida no processo de entrevista, a fim de expandir os aspectos do histórico sexual e identificar metas de tratamento. Outras questões-chave incluem o tipo de estímulos utilizados durante os encontros sexuais, a presença de ereções noturnas e a capacidade de se masturbar.

Tal como acontece com outros problemas médicos, é importante estabelecer o início do sintoma (duração), bem como a gravidade (leve, moderada, grave) e tempo (uma vez, sempre, situacional) para ajudar a confirmar a disfunção e identificar o diagnóstico.

Disfunção erétil - Como diagnosticar e qual o tratamento #3 - Questionário

Os questionários podem ser úteis e são ferramentas simples usadas para avaliar a presença ou a gravidade da DE, especialmente quando o homem não está familiarizado com a condição e quando é necessária uma resposta clínica mensurável. Embora os questionários sejam uma ferramenta subjetiva com diferentes formas de interpretação, eles podem servir como dados objetivos para avaliar a resposta do tratamento ou a progressão da doença.

Um dos questionários mais amplamente utilizados é o Índice Internacional de Função Etécnica (IIEF), um questionário de 15 itens abrangendo cinco domínios, incluindo desejo, ereção, orgasmo, ejaculação e satisfação, com pontuações variando de 1 a 5 por questão. Um longo questionário com 15 perguntas com resposta de 1 a 5 em cada questão é frequentemente usado em ensaios clínicos, mas pode ser uma tarefa tediosa para consulta.

Uma versão abreviada deste questionário é composta por cinco questões focadas no domínio da ereção e satisfação sexual com uma pontuação máxima de 30. Os homens com função erétil normal terão uma pontuação de mais ou menos 25.

É importante notar que uma pontuação de zero é possível se o paciente não tiver tentado relações sexuais. Isso pode dificultar a interpretação dos resultados, mas uma discussão com o paciente pode esclarecer a verdadeira função erétil.

Disfunção erétil - Como diagnosticar e qual o tratamento #4 - Responda o questionário

De 1 a 5, responda com sinceridade, nos últimos 6 meses:

1. Como você avalia sua confiança em conseguir poder obter e manter uma ereção?
2. Quando você teve ereções com estimulação sexual, as suas ereções eram muito duras quanto à penetração?
3. Durante a relação sexual, com que frequência você conseguiu manter sua ereção depois da penetração?
4. Durante a relação sexual, quão difícil foi manter sua ereção para completar a relação sexual?
5. Quando você tentou uma relação sexual, com que frequência foi satisfatório para você?

RESULTADOS: Aqui, uma pontuação total varia de 5 a 25: uma pontuação de 22-25 transmite a função eréctil normal, 17-21 disfunção erétil leve, 12-16 DE leve a moderada, 8-11 DE moderada e menos que 7 DE grave.

Disfunção erétil - Como diagnosticar e qual o tratamento #5 - Como resolver a disfunção erétil

ultra-hard

Ultra Hard é um suplemento afrodisíaco natural não sujeito a receita médica. Ele foi feito com o objetivo de permitir ao homem ter ereções fortes mais rapidamente e por períodos mais prolongados de tempo. Apesar de ser um suplemento natural ele é extremamente eficaz. Além de produzir ereções fortes, ele ajuda a prolongar a atividade sexual e tem um efeito rápido.

Esse remédio tem uma particularidade que faz dele um dos afrodisíacos mais eficazes do mercado, pois além de estimulante é também afrodisíaco, ou seja, além de gerar ereções fortes e duradouras, aumenta o apetite sexual e pode ser tomado mediante os casos de pessoas com hipertensão ou diabetes.Ultra Hard é usado para melhorar os sintomas da disfunção erétil, prolongar a relação sexual, ou simplesmente para aumentar a sua confiança para o acto sexual. Clique para comprar.

Para que é utilizado Ultra Hard Potenciador Sexual?

  • Permite ereções rápidas e duradouras
  • Cria uma sensação de desejo intenso desencadeando fortes ejaculações
  • Tratamento para a disfunção erétil e ejaculação precoce
  • Melhora a condição física e a performance sexual
  • Melhora o desempenho sexual
  • Melhoria da qualidade e consistência da ereção
  • Melhora a auto-estima
  • Reduz a fadiga sexual
  • Ajuda a prevenir doenças de próstata e doenças similares

Leia também:
O que causa a disfunção erétil e como curar?
Disfunção erétil – Solução permanente e natural

Ainda Não Há Comentários.

Deixe um comentário